Festas de Carnaval em unidades de saúde animam pacientes

Diversos hospitais administrados por instituições associadas ao Ibross já iniciaram as comemorações do Carnaval. As festas proporcionam integração e diversão aos pacientes e acompanhantes, amenizando os momentos difíceis da internação.

IMIP

Em Recife (PE), o Bloco “Me Empurra Que Eu Vou” fez o carnaval de pacientes, acompanhantes e funcionários do Hospital Pelópidas Silveira, gerenciado pelo Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira – IMIP. Em seu quinto ano, a agremiação carnavalesca contou com orquestra de frevo, passistas e bonecos gigantes. O objetivo do bloco é utilizar os festejos como instrumento de inclusão para os pacientes com lesão medular, além de aproveitar a música e dança como facilitador do processo de reabilitação.

O Centro de Atenção aos Defeitos da Face do IMIP (Cadefi), de Recife (PE), foi contagiado pelo frevo. Embalados por uma orquestra e conduzidos por uma dupla de passistas, os pacientes participaram de oficinas de maquiagem e se enfeitaram com adereços no cabelo.

O cortejo do Bloco Miolinho Mole, conduzido pelos Doutores da Alegria, homenageou os tradicionais blocos e agremiações do carnaval pernambucano, no IMIP. Por onde eles passaram levaram alegria e solidariedade, através da arte do palhaço.

 

ISG

A ONG Doutores da Alegria também garantiu abriu a folia no Hospital Estadual Azevedo Lima, unidade administrada pelo Instituto Sócrates Guanaes, em Niterói (RJ). O Bloco da Seringa Solta desfilou pelos corredores do hospital e contagiou funcionários, pacientes, acompanhantes e visitantes com suas tradicionais marchinhas e sambas de sucesso.

 

CEJAM

Colaboradores do CAPS Álcool e Drogas III Jardim Ângela e CAPS Infanto Juvenil II M’Boi Mirim, gerenciados pelo CEJAM em São Paulo (SP), participaram da organização do Bloquinho União da Saúde Mental.


Os comentários estão fechados.