Hospital M’Boi Mirim é referência para o tratamento da COVID-19 no Estado de SP

O Hospital Municipal Dr. Moysés Deutsch (M’Boi Mirim – HMMD) é referência para o tratamento da COVID-19. Sob a gerência de uma grande instituição médica filantrópica, o Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE), filiado ao Ibross, o M’Boi Mirim é um hospital de comunidade singular em São Paulo, localizado em um dos maiores subúrbios subdesenvolvidos da cidade e responsável pelo cuidado de mais de um milhão de pessoas. É também um hospital-escola para estudantes de medicina e vários programas de residência médica do Einstein. Durante a pandemia de COVID-19, a missão e a preparação da instituição tornaram o hospital em um importante centro de tratamento.

Desde o início, este hospital, que, inicialmente, tinha 210 leitos, recebeu 3.237 pacientes com coronavírus, suspeita ou confirmada.

Os recursos humanos e tecnológicos tiveram que ser rapidamente aumentados para atender à crescente demanda de casos de pacientes complexos e críticos. Em um nível sem precedentes de colaboração com o Albert Einstein e a indústria privada, em questão de semanas o Hospital M’Boi Mirim recebeu 190 ventiladores mecânicos, 60 monitores multiparamétricos e 30 máquinas de hemodiálise. Além disso, várias áreas do hospital, como enfermarias médicas e cirúrgicas, centros cirúrgicos e ambulatórios, foram rapidamente adaptadas para receber pacientes críticos.

De modo impressionante, um novo hospital anexo com capacidade para 100 pacientes foi construído em apenas 23 dias. O resultado foi um processo de escalada extremamente rápido por meio do qual o hospital comunitário de médio porte foi essencialmente transmutado em um grande centro de referência com capacidade para 524 pacientes e 220 leitos de cuidados intensivos, em menos de um mês.

Em termos de recursos humanos foram abertas 1.080 novas vagas para médicos e outros profissionais de saúde. Treinamento contínuo e comunicação utilizando ferramentas de simulação e videoconferência foram fundamentais para manter a equipe engajada e atualizada sobre a conduta na pandemia.

Os 2.181 pacientes tratados com sucesso nesse hospital evidenciam o fato de que algumas lições importantes desta pandemia. Primeiro: podemos promover ações extraordinárias quando os setores privado e público se unem para o melhor interesse da população. Segundo: o trabalho colaborativo é a melhor maneira de construir conhecimento e salvar vidas.

LEIA NA ÍNTEGRA O EDITORIAL DIVULGADO PELO ALBERT EINSTEIN

Os comentários estão fechados.