Pesquisa inédita do Ibross aponta que custos de hospitais públicos brasileiros com remédios e insumos ‘explodiram’ na pandemia

A matéria divulgada pela colunista Mônica Bergamo, na Folha de S.Paulo, nesta segunda-feira (15/08), apresenta os resultados da pesquisa “Estudo sobre o Impacto da Pandemia da Covid-19 nos Custos do Setor de Saúde”, realizada pelo Instituto Brasileiro das Organizações Sociais de Saúde (Ibross) em parceria com a consultoria GO Associados.

De acordo com a publicação, os preços de materiais médico-hospitalares usados por hospitais gerais públicos em diferentes estados do país tiveram aumento de até 528% durante a pandemia. O valor de medicamentos também apresentou alta de até 410%, de 2020 para 2021.

O levantamento contemplou dados de cerca de 50 hospitais gerais públicos do país que são administrados por Organizações Sociais de Saúde (OSS) filiadas à entidade. Os números foram coletados entre abril e maio deste ano, mas são referentes ao período de fevereiro de 2020, antes do início da pandemia, até abril de 2021 (no caso dos preços dos materiais hospitalares) e junho de 2021 (referente aos remédios).

Em entrevista para o veículo, o secretário-geral do Ibross, Renilson Rehem, ressalta que a pandemia “escancarou a forte dependência do Brasil em relação a produtos importados”. “Além de expor o alto risco de desabastecimento de medicamentos e insumos usados nos serviços de saúde, especialmente em períodos de crise”. O presidente do Instituto, Flávio Deulefeu, tem opinião semelhante. “Mesmo com a redução no número de internações por Covid-19 em relação aos períodos mais críticos da pandemia, muitos itens adquiridos pelos hospitais seguem com preços em patamares muito elevados, sem diminuição proporcional dos valores praticados. É um cenário muito preocupante do ‘custo saúde’ no Brasil”, completa.

 

Confira a matéria completa: https://www1.folha.uol.com.br/colunas/monicabergamo/2022/08/medicamentos-e-insumos-tiveram-aumento-de-ate-500-na-pandemia-diz-pesquisa.shtml


Os comentários estão fechados.