O papel das instituições filantrópicas

Entidades são parte fundamental do sistema de saúde público brasileiro

Artigo publicado no site da revista Medicina S/A aponta o importante papel exercido pelas instituições filantrópicas no sistema de saúde público brasileiro e no processo de transformação da saúde no intuito de proporcionar e garantir saúde de qualidade à toda população brasileira.

O texto é assinado por Marcelo Cunha, CEO da Fundação Instituto de Pesquisa e Estudo de Diagnóstico por Imagem (FIDI), associado Ibross, e discorre sobre as instituições filantrópicas trabalharem com o objetivo de propagar ações de interesse público, atuando junto ao sistema para promover esse direito de acesso universal à saúde à população. Uma vez que o SUS é o único sistema de saúde público do mundo que atende mais de 190 milhões de pessoas, tendo 80% delas dependendo exclusivamente do programa para qualquer tipo de atendimento.

“As instituições filantrópicas são parte fundamental do sistema de saúde público brasileiro, uma vez que além de serem genuínas para o exercício da cidadania, também complementam os governos municipais, estaduais e federal para promover o acesso universal à saúde, conforme estabelecido pela Constituição”, afirma Cunha.

LEIA O ARTIGO NA ÍNTEGRA

Os comentários estão fechados.