Dezembro Vermelho: CEJAM promove ações gratuitas de conscientização e prevenção do HIV

Serão oferecidos gratuitamente testes rápidos para detecção do HIV e de Sífilis, sorologia, distribuição de preservativos, palestras e orientações

 

Segundo dados do Ministério da Saúde, 135 mil brasileiros são portadores do Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV) e não sabem disso. O vírus ataca o sistema imunológico do indivíduo, sendo o responsável pelo desencadeamento da Aids, doença infecto contagiosa, cuja propagação pode ser por relação sexual, contato sanguíneo ou entre mãe e bebê durante a gravidez, parto ou amamentação.  Segundo informações da Secretaria Municipal da Saúde, embora as infecções por HIV terem apresentado queda na cidade de São Paulo no último ano, o número de casos entre as pessoas com mais de 60 anos de idade registrou alta.

Nesse cenário, o Centro de Estudos e Pesquisas Dr. João Amorim (CEJAM) – associado ao Ibross – promove nas unidades de saúde localizadas em São Paulo gerenciadas pela Organização uma série de atividades gratuitas, abertas à população. Serão oferecidos gratuitamente testes rápidos para detecção do HIV e de Sífilis, sorologia, palestras e orientações sobre prevenção contra o HIV e suas complicações, distribuição de preservativos, rodas de conversa para sensibilização e esclarecimento de dúvidas sobre a realização do teste de HIV, orientações sobre prevenção, diagnóstico e controle da Aids, entre outras. As ações acontecem durante todo o mês de dezembro, e o cronograma pode variar conforme a respectiva unidade.

Entre as unidades participantes estão: AMA Capão Redondo, Rede Hora Certa Campo Limpo, APD Campo Limpo, P.A Jardim Macedônia e as unidades Básicas de Saúde (UBS) Jardim Comercial, Jardim Eledy, Jardim Germânia, Jardim Macedônia, Jardim Magdalena, Jardim Maracá, Jardim São Bento, Jardim Valquíria, Luar do Sertão, Parque do Engenho II, e Parque Fernanda.

Prevenção deve ser reforçada

De acordo com Caio Vinicius Costa, enfermeiro e Supervisor Técnico de Saúde da AMA Capão Redondo, embora o uso do preservativo masculino e feminino sejam bastante eficazes para a prevenção contra a Aids e outras Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST), é fundamental que o indivíduo com vida sexualmente ativa que tenha se exposto ou tenha dúvida quanto à exposição ao vírus procure um serviço de saúde para realização do teste rápido para o vírus HIV.

Outra forma de prevenção pré e pós-relação sexual, respectivamente, é a profilaxia pré-exposição (PrEP) e a profilaxia pós-exposição (PEP), oferecidas gratuitamente pelo SUS.

 

Fonte: Imprensa, Comunicação & Marketing CEJAM


Os comentários estão fechados.