Abrace e Icipe

Há mais de 30 anos, um grupo de pais e mães de crianças com câncer que faziam tratamento no Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF) se reuniu para buscar melhor atendimento. As crianças e adolescentes ficavam em enfermarias coletivas no HBDF, cujo atendimento ambulatorial estava estruturado para adultos. Eles não tinham acesso ao centro cirúrgico do HBDF (cujas vagas para cirurgia são prioridade até hoje para politraumatizados) e encontravam dificuldades para fazer exames de imagem.

Insatisfeitos com a atenção que seus filhos recebiam, inspirados por médicos da rede pública, os pais criaram a Associação Brasileira de Assistência às Famílias de Crianças Portadoras de Câncer e Hemopatias (Abrace), instituição reconhecida e atuante há 32 anos, completados em 2018, no Distrito Federal. Inicialmente, os que tinham melhores condições econômicas apoiavam os pais em situação social menos favorecida. Ao longo dos anos, a Abrace foi organizando uma série de atividades e serviços de assistência social às famílias das crianças e adolescentes com câncer e hemopatias (doenças do sangue).

Construiu, por exemplo, a Casa de Apoio, situada no Guará II, que oferece hospedagem para crianças e acompanhantes que não moram no DF. Quando os pacientes residem em Brasília, a associação promove melhorias em suas casas, visando aumentar os bons resultados do tratamento. A Associação também auxilia esses jovens e suas famílias, custeando despesas como transporte, medicamentos e alimentação e oferecendo assistências odontológica e psicológica.

Em 1995, os membros da Abrace, com apoio dos médicos da unidade de pediatria do HBDF, perceberam a necessidade de um centro especializado na atenção a crianças e adolescentes. O Governo do Distrito Federal (GDF) cedeu um terreno para o novo hospital, que foi construído com recursos doados pela sociedade brasiliense: a Abrace mobilizou empresas e cidadãos, que acreditaram no sonho de uma pediatria terciária de qualidade e integrada ao Sistema Único de Saúde (SUS). Com isso, foi erguido o primeiro bloco do Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB).

Por um acordo da Abrace e da Secretaria de Saúde do DF (SES/DF), a administração do HCB seria feita por uma organização social (OS) com funcionários com ampla experiência e formação na gestão de serviços de saúde. Assim, a Abrace reuniu pessoas comprometidas com a saúde pública de qualidade que, juntas, criaram uma organização social sem fins econômicos ou lucrativos: o Instituto do Câncer Infantil e Pediatria Especializada (Icipe).

Seu objetivo era prestar os serviços hospitalares e ambulatoriais necessários ao Hospital, desenvolvendo também ensino e pesquisa em saúde. Por meio de decreto governamental, o Icipe foi qualificado como OS em 10 de junho de 2011. No mesmo mês, o Instituto e a SES/DF assinaram o primeiro contrato de gestão do HCB – que foi inaugurado em novembro de 2011. Em 2014, um segundo contrato de gestão foi assinado, mantendo o Icipe como responsável pelo Hospital.

O Icipe presta contas da gestão do Hospital da Criança de Brasília regularmente, em relatórios enviados à SES/DF e à Controladoria-Geral do Distrito Federal (CGDF). Prezando pela transparência, o mesmo relatório também é disponibilizado no site do próprio HCB e divulgado, em versão resumida, nos corredores do Hospital.


IBROSS / Instituto Brasileiro das Organizações Sociais de Saúde

St Smas, S/N, Conj 3 Trecho 3 Bloco B2 Sala 222 – Ed. The Union
Zona Industrial (Guara), Brasília – DF
CEP 71215-300